PAL-M

O sistema PAL (Phase Alternate Line) é uma adaptação aperfeiçoada do sistema americano NTSC. Como todo equipamento que existia no Brasil no início dos anos 1970 era NTSC, foi necessário criar um padrão brasileiro hibrido (sistemas norte-americano de resolução de tela e europeu de codificação de sinais de cor), o PAL-M.  Foi o sistema de televisão em cores analógico implementado a fim de que as transmissões em cores pudessem ser recebidas pelos aparelhos em preto-e-branco sem a necessidade de adaptadores, e vice-versa. Consiste no sistema PAL de codificação do sinal de cor em uma sub-portadora, no padrão de formação de imagem "M" (o "M" equivale à letra de registro do sistema no Conselho Consultivo Internacional de Radiodifusão, em Genebra). Foi utilizado pelo Brasil desde sua primeira transmissão oficial, na Festa da Uva em Caxias do Sul, no Rio Grande do Sul, em 19 de fevereiro de 1972. numa colaboração entre a TV Difusora, TV Rio, TV Piratini e TV Caxias.