Meme

Termo criado por Richard Dawkins no livro O Gene Egoísta (1976). Os memes são replicadores de comportamentos. Trata da transmissão de informação de uma mente para outra ou locais onde a informação é armazenada (como livros) de uma unidade de informação. É uma unidade de evolução cultural que pode autopropagar-se. Qualquer coisa que possa ser aprendida facilmente e transmitida como unidade autônoma, como ideias, línguas, sons, desenhos, capacidades, valores estéticos e morais.
 
Pode ainda, significar apenas a unidade mínima da memória, análoga a "linguagem como vírus" como jingles, músicas em propagandas políticas e comerciais e slogans, canções (refrões, que você não consegue parar de cantarolar ou pensar), piadas, provérbios, correntes de correspondência, wikis, religiões, memes de internet etc.

Meme de Internet 
 
A expressão meme de Internet é usada para descrever um conceito de imagem, vídeo e/ou relacionados ao humor, que se espalha via Internet. Esta ideia pode assumir a forma de um hiperlink, vídeo, imagem, website, hashtag, ou mesmo apenas uma palavra. Pode se espalhar de pessoa para pessoa, de forma orgânica, através da internet nas redes sociais, blogs, e-mail, fontes de notícias tornando-se geralmente viral.

Um meme de Internet pode permanecer o mesmo ou pode evoluir ao longo do tempo, por acaso ou por meio de comentários, imitações, paródias etc, e se espalhar rapidamente até serem vistos por milhares de pessoas em todo o mundo e desaparecerem completamente em poucos dias. São distribuídos de forma orgânica.
 
São usados ​​ativamente no marketing viral como uma forma livre e gratuita de publicidade de massa.