Características do Rádio

"O rádio, pelas suas características: adentramento, intimidade (fala ao indivíduo), regionalismo, imediatismo, mobilidade, acessibilidade, custo barato, função social e comunitária, continua sendo um poderoso meio de comunicação de massa". (BARBOSA FILHO)  

Possui ainda como características básicas: o uso apenas da linguagem oral, a penetração, sua mobilidade – tanto de emissor quanto de receptor, o baixo custo de produção, seu imediatismo, instantaneidade e autonomia, mas, principalmente, sua sensorialidade. O rádio tem um relacionamento natural com as pessoas. A rádio preferida participa da vida do ouvinte. As pessoas sintonizam no carro, para ouvir música, ouvir notícias durante um intervalo do trabalho. O rádio tem um acesso natural às pessoas, sem precisar artificializar o processo. 

O renascimento da Rádio Clube AM é uma chance de trazer isso de volta. Fundamentalmente, o rádio tem o relacionamento com as pessoas como a sua característica mais marcante. As empresas ganham um canal forte para chegar às pessoas e o caminho de quem quer chegar a elas é saber que estão dentro de um contexto global, mas querem ser tocadas individualmente. É colocar a marca correta, com a comunicação correta, no horário correto”. Gomes 

Esse processo de atuação é o que se chama “glocalização”, um neologismo que destaca que todos devem pensar de globalmente, mas agir de maneira local.

Mais algumas das características mais marcantes do meio rádio:
 
  • Sentido da audição: a necessidade de valorizar o ato de ouvir, compreender e assimilar os dados apresentados;
  • Imaginação: utilizar com maior frequência os estímulos sonoros para criar “imagens” mentais para o ouvinte;
  • Multidimensional: o rádio mantém mobilidade, fluidez e liberdade para que ouvinte decida o que escutar dentro do leque de conteúdos apresentados;
  • Proximidade do ouvinte: é a característica de linguagem que permite uma aproximação direta da narrativa radiofônica do universo imaginário e pessoal do ouvinte, sendo útil e fiel na sua participação diária;
  • Retencidade: o veículo mantém a atenção do ouvinte chegando a ter um tom coloquial e amigo tornando o diálogo de massa uma comunicação única entre o apresentador e o ouvinte;
  • Grande alcance: a característica que garante a cobertura de qualquer raça, cor formação, idade, classe social estilo, religião, etc.;
  • Segmentação: é o veículo que garante para a cada perfil de ouvintes uma emissora. Para cada programação um público, para cada horário, uma preferência. Para cada preferência, um programa. Por isso, para cada radialista, uma voz e para cada voz, um ouvinte.