D.com - Dicionário de comunicação social

Nosso Dicionário de Comunicação Social On-Line - D.Com tem a finalidade de acumular todas as terminologias úteis e jargões das áreas de jornalismo, publicidade e propaganda, relações públicas e comunicação social, além de neologismos que surgiram com o advento da internet e das novas tecnologias. Por isso, está em constante atualização e aprimoramento.

para a tag "redação jornalística"

Funções da Linguagem

As funções da linguagem são formas de utilização da linguagem segundo a intenção do falante, ou seja  elas determinam o objetivo dos atos comunicativos. Cada função desempenha um papel relacionado com os elementos presentes na comunicação: emissor, receptor, mensagem, código, canal e contexto.  (click no título/link para ver a definição completa)

Verbo Dicendi

Os verbos dicendi ou “de dizer” são aqueles usados para introduzir um diálogo ou em entrevistas jornalisticas. Por exemplo: afirmar, falar gritar, declarar, ordenar, perguntar, exclamar, pedir, concordar etc. Deve-se saber qual o contexto da fala, pois cada verbo carrega um comportamento ou características do personagem ou entrevistado.

Atributos do Texto Jornalístico

Para escrever bem e de maneira simples, atribuindo qualidades à linguagem, alguns pontos devem ser levados em consideração. São atributos do texto jornalístico: clareza, fluência, concisão, precisão, coesão e coerência.

Metáfora

Metáfora é uma figura de linguagem que produz sentidos figurados por meio de comparações implícitas. Pode dar um duplo sentido à frase. Designação de um objeto ou qualidade mediante uma palavra que designa outro objeto ou qualidade que tem com o primeiro uma relação de semelhança.

Concisão

Exposição das idéias em poucas palavras. O texto conciso possui àquilo que é imprescindível para fazer sentido. Tudo o que é supérfluo ou acessório, por conseguinte, escapa da concisão. Conciso é um adjetivo que qualifica algo que está resumido ao essencial, que é sucinto e preciso, e consegue transmitir o seu conteúdo de modo simples e rápido.

Função Referencial

A Função da Linguagem Referencial (Denotativa ou Informativa) transmite uma informação objetiva sobre a realidade. Prioriza os dados concretos, fatos e circunstâncias. É a linguagem característica das notícias de jornal, do discurso científico e de qualquer exposição de conceitos. Ela se caracteriza por ter a missão de informar, notificar, referenciar, anunciar, indicar. Coloca em evidência o referente, ou seja, o assunto ao qual a mensagem se refere. Ela Comunicar de forma objetiva, ou seja, sem envolver aspectos subjetivos ou emotivos. Discurso na terceira pessoa do singular ou do plural.

Zeugma

Omissão de um termo que já apareceu antes. Ex: Ele prefere televisão, eu cinema. Deve-se observar a diferença entre Elipse e Zeugma. Enquanto na elipse há uma omissão de um termo pressuposto, na segunda, o termo já apareceu em algum momento no texto e num segundo momento fica pressuposto.  (click no título/link para ver a definição completa)

Antítese

Figura de linguagem que opõem, numa mesma frase, palavras ou expressões opostas ou contraditórias para ressaltar um paradoxo. Por exemplo: "Mas que seja infinito enquanto dure" ou "Do riso se fez o pranto". Vinícius de Moraes Ocorre quando há uma aproximação de palavras ou expressões de sentidos opostos.  (click no título/link para ver a definição completa)

Título Alternativo

O título alternativo é aquele que possui um subtítulo ligado ao título pela conjunção alternativa 'ou' , ou equivalentes. Ex: "Leila Diniza musa de Copacabana ou a volta da filha pródiga".  

Título Corrente

O título corrente é o título da publicação colocado no alto de cada página de um jornal ou revista.